quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Pisando na terra dos Milagres (Gn. 13.14-18)

14 E disse o SENHOR a Abrão, depois que Ló se apartou dele: Levanta agora os teus olhos, e olha desde o lugar onde estás, para o lado do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente;
15 Porque toda esta terra que vês, te hei de dar a ti, e à tua descendência, para sempre.
16 E farei a tua descendência como o pó da terra; de maneira que se alguém puder contar o pó da terra, também a tua descendência será contada.
17 Levanta-te, percorre essa terra, no seu comprimento e na sua largura; porque a ti a darei.
18 E Abrão mudou as suas tendas, e foi, e habitou nos carvalhais de Manre, que estão junto a Hebrom; e edificou ali um altar ao SENHOR.

A paz, amados.

O propósito deste estudo é mostrar a você amigo internauta que o seu momento de pisar na terra dos milagres é chegado em sua vida, os seus sonhos se realizarão, os seus objetivos se realizarão, seus planos darão certos, mas para que isso aconteça, é preciso observar o seu caminho e tomar algumas atitudes e a partir destas mudanças Deus mudará de uma vez por todas a forma como Ele te vê e age para contigo.

Neste estudo vamos abordar as mudanças que ocorreram na vida de Abrão, que depois teria seu nome mudado para Abraão, em hebraico “Avram”, cujo significado é “pai da elevação”, “pai exaltado”, ele é citado na bíblia pela primeira vez em Gn.11:26, quando é informado que é o décimo da descendência de Sem. Era, portanto, um semita e, diz-nos a Escritura, habitava em Ur dos caldeus, juntamente com seu pai Terá (ou Terakh), na região que hoje pertence ao Iraque e que, ao tempo de Abrão, era o centro da civilização. De lá, por motivos não revelados na Bíblia, Terá saiu para Harã, na região hoje pertencente à Síria, ali se estabelecendo.

A bíblia não revela os motivos que levaram Terá, pai de Abrão a deixar a terra de Ur do Caldeus e iniciar uma longa viagem em direção a Canaã, onde nunca chegaria. Analisando o contexto, vamos descobrir que com setenta anos ele teve seu primeiro filho, passado algum tempo, morre seu filho de nome Harã ainda jovem e isso pode ter ocasionado uma dor muito grande a Terá, uma vez que naquela época era comum que morresse o pai e o filho viesse a falecer só depois de passado pelo menos uns duzentos anos de vida. Era uma época em que se morria de velhice e não era normal um pai perder um filho e isso me faz acreditar que a viagem de Terá, em busca de uma terra distante e desconhecida, seja apenas um subterfugio no intuito de esquecer a morte do filho.

Independente de qual seja o verdadeiro motivo, eu vejo aqui Deus trabalhando em favor de Abrão, com o proposito de cumprir seus planos na vida de nosso patriarca.

O que me faz acreditar que Terá deixou a terra de Ur dos Caldeus pra esquecer o filho morto é exatamente o lugar que ele escolheu para morar, a bíblia é clara em dizer que ele pegou a família e saiu com destino a um local chamado Canaã, mas que por algum motivo, Terá para no meio do caminho, desiste de Canaã e resolve morar em Harã, uma cidade que tem exatamente o nome do filho que ele perdera. Acredito que todas as vezes que alguém falava o nome da cidade era como se Terá revivesse o passado que viera com o filho. Hoje, através deste estudo Deus vai apagar toda lembrança do passado que te faz ficar parado no tempo, toda lembrança do passado que te faz perder oportunidades de prosperar e crescer na vida e no ministério.

Terá toma uma decisão que parece ser exatamente o que muitas pessoas fazem nos dias de hoje, em determinado ponto da caminhada, quando já estão quase chegando ao objetivo, ao final da luta, ao pódio, desistem da caminhada e preferem passar o resto da vida na incerteza de “não sei se venceria” do que a certeza de encarar o ultimo desafio e obter a vitória tão desejada.

Outro ponto que me faz acreditar que Terá levava a presença do filho muito fortemente no coração é o fato de adotar e levar consigo o neto, Ló, filho de seu filho Harã.

A bíblia vai dizer no ultimo versículo do capitulo onze de Genesis, que Terá viveu duzentos e cinco anos e morreu em Harã, em outras palavras, ele até viveu muito, mas morreu sem realizar seus objetivos, meu irmão e minha irmã, não pare no meio do caminho, não desista, não abaixe a cabeça, ao contrario, prossiga para o alvo, pois seus sonhos vão se realizar e você será um vencedor, Deus é contigo!

No capitulo de numero doze, o texto começa narrando uma ordem dada por Deus à Abrão: “Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.”, aqui é como se Deus estivesse dizendo a Abrão o mesmo que ele diz para nos nesta data: “se você quer ser abençoado e prospero, se você que ser um conquistador, sai do meio deste povo que começa a fazer a coisas e para pelo meio do caminho, deste povo que se cansa, desse povo que desiste de lutar pelos sonhos, seu pai pode até ser um fracassado, mas eu chamei você para ser vencedor!”.

Abrão de pronto obedece as ordens do Senhor, mas por algum motivo ele obedeceu apenas em parte e acabou levando consigo o sobrinho Ló, filho de seu irmão Harã, quando a ordem era deixar sua parentela para trás. Meu amado irmão, todas as vezes que Deus der uma ordem, obedeça integralmente, o segredo de ser abençoado está em obedecer e não em sacrificar (1Samuel 15.22) e se você não estiver disposto em obedecer incondicionalmente, pode ter certeza que em algum ponto da caminhadas terás que pagar pelo erro da desobediência.

Acredito que dois podem ter sido os motivos que levaram Abrão a levar Ló consigo. O primeiro era que ele e sua esposa Sarai já estavam com idade avançada e ainda não tinham um herdeiro, então quem herdaria tudo aquilo que eles haviam conquistado, olhando para sua situação deles dá pra perceber que não era favorável, que as circunstâncias não os favorecia, mas é neste ponto que tudo parece dar errado que Deus entra em ação e muda o ruma da história de qualquer pessoa que esteja disposta de obedecer incondicionalmente e pagar o preço para receber o milagre de ter as portas abertas.

O segundo motivo que me leva a crer que ele levou Ló consigo foi o fato de seguir os costumes e tradições, seguindo o exemplo do seu pai, que o havia trazido de Ur dos Caldeus para Harã. Este motivo é o mesmo que faz tantas pessoas nos dias de hoje pagarem preços altíssimos e sofrerem conseqüências gravíssimas, “meu pais fez eu também faço”, “sou igual meu pai e não mudo”, “era a religião do meu pai e vou morrer nela”. Infelizmente o que tenho para dizer pra você não é muito animador: “É chegado o momento em que ou você muda ou vai morrer no meio do caminho sem alcançar seus objetivos, sem realizar seus sonhos, sem vencer na vida!”.

Quando chego ao final do versículo de número cinco do capitulo 12 de Genesis, encontro o seguinte texto, “e chegaram a terra de Canaã”, e sabe o que isso representa hoje?? Que você vai chegar ao seu objetivo! Abrão tinha um objetivo e ele caminhou até chegar, um dia ele alcançou o objetivo, caminhe meu amado, o caminho que falta para chagar na realização do seu sonho tá bem mais perto que passar o resto de seus dias amargando o fracasso de não ter tentado! Abrão estava realizando o sonho que seu pai tinha, mas nunca realizou porque desistiu no meio do caminho. Os sonhos que estão sepultados há anos pela sua família serão realizados por você!! Levante e caminhe!!!

Abrão já tinha contra ele o fato de ter levado Ló, contra a ordem de Deus e agora em uma nova insubordinação ele, temendo a seca que se abateu sobre a região, ele contraria a vontade de Deus e mais uma vez quebra a cara. Quando voltam para a terra de Canaã, se desentende com seu sobrinho ló, ao ponto de ser necessário se separarem, e o sobrinho então lhe passa a perna ficando com a melhor parte da terra, deixando para ele apenas as áreas montanhosas.

Mas neste ponto Abrão faz duas coisas que mexem com o coração de Deus, a primeira ele volta para o centro da vontade do Senhor, de onde nunca deveria ter saído e, a segunda ele sai definitivamente do meio de sua parentela, como Deus lhe havia ordenado. Agora Deus estava de pé no trono pronto para abençoa Abrão na terra ruim que lhe sobrou. Amado, não importa se você está em uma terra pobre ou prospera, se você estiver no centro da vontade de Deus, as coisas vão acontecer na sua vida. Se Abrão não tivesse fugido da seca, Deus o teria abençoado com seca e tudo! Foi na casa de uma viúva, durante a pior seca da época que Deus sustentou aquela família com um pouquinho de farinha e azeite.

Agora, de uma vez por todas, centrado na vontade de Deus, Abrão pode então começar a desfrutar da promessa que Deus lhe fizera ainda em Harã:

17 - Levanta-te, percorre essa terra, no seu comprimento e na sua largura; porque a ti a darei.
18 - E Abrão mudou as suas tendas, e foi, e habitou nos carvalhais de Manre, que estão junto a Hebrom; e edificou ali um altar ao SENHOR (Genesis 13).

Tome uma posição com Deus hoje, saia do anonimato, decida por obedecer a Deus e fazer sua vontade, pois Ele quer te abençoar e é HOJE!

Na Paz do Mestre!
Presbítero Cido Silva

Manual do Pregador

7 Passos Pregação Evangélica

Guia do pregador Iniciante

Teatro Evangélico KIT

CRISE, um passo para o seu crescimento espiritual

Vídeo aulas de suporte teatral

Seguidores

Mais lidos