terça-feira, 30 de setembro de 2014

Deus vai trazer de volta o que é teu. (1Sm 4.17)


“Então respondeu o que trazia as notícias, e disse: Israel fugiu de diante dos filisteus, e houve também grande matança entre o povo; e, além disso, também teus dois filhos, Hofni e Finéias, morreram, e a arca de Deus foi tomada. 1 Samuel 4:17”

Introdução

Este estudo de Hoje, Deus colocou no meu coração para trazer uma mensagem positiva pra você que foi perdendo a intimidade com Deus, você que cantava na unção, que orava e as pessoas recebiam a benção, que impunha as mãos e as pessoas eram curadas, você que tinha um chamado e hoje se sente esquecido. Anote na sua agenda a data de hoje, pois este foi o dia que o Senhor escolheu para que tudo o que foi roubado e retirado de você seja devolvido. Creia, você será restituído de tudo o que perdeu, Deus vai trazer de volta tudo o que era teu.

Porque a arca foi levada?

O sacerdote Eli tinha dois filhos (Hofni e Finéias), que não eram obedientes como Samuel eles não escolheram fazer as coisas certas, muito pelo contrário, faziam tudo errado diante dos homens e diante de Deus. Se há uma coisa que Deus não tolera é a desobediência, é fazer aquilo que Ele não aprova, quando a pessoa erra, reconhece e pede perdão, Deus é longânimo em perdoar, mas errar e continuar errando sem tomar providencia para consertar o erro, pode ser visto como uma afronta por Deus, como falta de submissão. Eli foi um sacerdote e um dos juízes de Israel, julgando por 40 anos, ao que parece foi um bom sacerdote e um bom juiz, seu problema foi não tomar uma atitude enérgica diante dos erros dos filhos e deixar que as coisas ocorressem da forma que ocorriam.

O capitulo de número quatro do primeiro livro de Samuel, vai nos mostrar uma peleja entre o povo de Deus e seus arquirrivais, os filisteus. A batalha já começou perdida, no primeiro embate pelo menos quatro mil israelitas caíram feridos. Os sobreviventes buscam a Arca da Aliança (A presença de Deus) para se fortalecerem na batalha, mas se em uma coisa que precisamos aprender aqui é, se não estamos em dias com Deus, se não fizermos as coisas do jeito dEle, não adianta contar com Ele.

Os filisteus venceram a batalha, Israel fugiu, os filhos do sacerdote foram mortos e pra piorar a arca da aliança foi roubada e levada para longe do povo de Deus. Ei, roubaram a arca de Deus da tua vida??? Levante a cabeça, hoje Ele está entrando com providencias.

O que aconteceu com a arca e os filisteus?

Ao chegarem à sua terra, os filisteus colocaram a Arca de Deus no seu templo, onde cultuavam o deus Dagon. Ali começou a destruição, primeiro o deus deles foi destruidoe depois o povo foi afligido com doenças e pragas, ao ponto de pegarem a arca e a levarem de volta para devolverem a Israel.

A arca volta

Neste período surge o primeiro rei de Israel, o rei Saul, durante seu reinado a arca passou esquecida, não se falava nela, determinado dia aparece Davi na vida de Saul, o tempo passa, Saul morre, Davi reina e certo dia surge alguém falando da arca, como todo homem que tem projetos para o futuro e o temor do Senhor no coração, Davi se interessa em buscá-la e colocá-la em um lugar de destaque em Israel e em sua viva, pois a arca não representava apenas presença de Deus, mas para Davi ela era a própria presença de Deus.

A primeira tentativa de trazer a arca de volta foi frustrada, pois o novato Davi começou da forma errada, ele chamou primeiramente as pessoas importantes de Israel, veja no primeiro livro de Crônicas, capitulo 13, versículo 1: "Consultou Davi os capitães de mil, e os de cem, e todos os príncipes". Se olharmos para nossa realidade, veremos que ainda nos dias de hoje as pessoas "importantes", os ricos, os políticos, as autoridades e outros de alguma influência entre o povo, frequentemente são as menos interessadas em fazer a vontade de Deus, pois acham que já têm tudo de que precisam sem o Senhor. Por exemplo, um jovem rico perguntou a Jesus o que era necessário para ele ser salvo. Quando Jesus mandou que ele tomasse uma decisão entre segui-lo ou seguir a riqueza, o jovem decidiu ficar com sua posição e seu dinheiro, Lucas 18:18-23. Devemos consultar primeiramente o Senhor não há ninguém mais importante do que Ele!

A decisão mais apropriada que encontraram para a ocasião foi fazer um carro novo, para com ele honrar Deus e trazer a Arca, "Puseram a arca de Deus num carro novo e a levaram da casa de Abinadabe; e Uzá e Aiô guiavam o carro. 1 Crônicas 13:7.”, mas o que adianta tentar a honrar a Deus da maneira errada, só existe uma forma de honrar a Deus, da maneira que ele requer, da maneira certa. Se Davi tivesse consultado as escrituras, os profetas, o sacerdote, ele teria achado a forma certa de Buscar a Arca. Então meu amado irmão, quando precisares de uma ajuda, um conselho, busque a Deus, fale com seu pastor, fale com quem tem o temor de Deus no coração. Nas escrituras estava escrito como devia proceder para fazer o transporte da Arca, mas infelizmente ela não foi consultada na ocasião.

Como carregar a arca:

"Farás também varais de madeira de acácia e os cobrirás de ouro; meterás os varais nas argolas aos lados da arca, para se levar por meio deles a arca. Os varais ficarão nas argolas e não se tirarão dela" (Êxodo 25:13-15). A arca não podia ser tocada, mas os carregadores desinformados não sabiam disso, ocorre então um evento que deixa todo o povo, inclusive o rei, amedrontado. “E, chegando à eira de Quidom, estendeu Uzá a sua mão, para segurar a arca, porque os bois tropeçavam. Então se acendeu a ira do Senhor contra Uzá, e o feriu, por ter estendido a sua mão à arca; e morreu ali perante Deus. 1 Crônicas 13:9-10.”

Neste momento eles desistem de levar a Arca, olham para os lados e avistam um barraco na beirada da empoeirada estrada. Neste barraco praticamente abandonado e com semblante entristecido, morava um homem com o nome de Obede-Edom, personagem que será daqui por diante o protagonista de nossa mensagem e é exatamente baseado na história dele que vou te mostrar que tudo que era teu por direito e você perdeu ou desistiu ao longo da sua vida está sendo trazido de volta. Deus vai trazer de volta tudo que é teu!

Quem era Obede-Edom?:

Este estranho nome significa “servo vermelho” ou “escravo vermelho” e apesar do nome sugerir ele não era Edomita, mas ele era Geteu ou Giteu, e isso indica que ele nasceu em Gate, então surge uma pergunta interessante, ele era Filisteu? Não!!! Ele não era filisteu, se ele fosse filisteu Deus não deixaria que a arca ficasse sob seu poder, aqui acontece uma confusão de nomes, o leitor geralmente se lembra de Gate a terra de Golias o gigante, mas não se atenta que em Israel também tinha uma cidade chamada Gate-Rimom, veja no livro de Josué, capitulo 21 nos versículos 24 e 25, esta era uma cidade dada para os Levitas da linhagem de Coate que tinha como função sacerdotal cuidar dos utensílios sagrados do Santuário como a Arca, a Mesa, o Castiçal, o Altar e os Utensílios do Santuário, veja o que descreve o livro de Números no capítulo 3 e versículo 31.

Se Obede-Edom estava ali naquela situação, isso me leva a conjecturar que ele havia abandonado suas funções sacerdotais, havia fugido do seu ministério e era uma espécie de “desviado”, vivendo em uma situação miserável e de abandono em uma terá infértil, casado com uma mulher que não podia lhe dar filhos, numa irremediável situação de pobreza.

A situação de Obede-Edom era tão feia que os portadores da Arca e o próprio rei, resolveram abandonar a preciosa carga lá no seu barraco, pois se a ira da Deus se acendesse de novo e destruísse a propriedade não faria falta alguma. Mas eu ouso afirmar que quando Deus permitiu que a arca fosse levada pelos filisteus para longe de Israel, Ele estava levantando ao profeta Samuel para assumir no lugar do sacerdote Eli como elo entre o Deus altíssimo e seu povo e quando propôs no coração do novo rei que a trouxesse de volta, estava interessado em restaurar a vida e o ministério do desanimado sacerdote desviado Obede-Edom.

A estranha visita.

A vida de Obede-Edom começa a mudar no dia em que ele, olhando para a empoeirada estrada avista a comitiva real se aproximando de sua propriedade, mas naquele dia ele pode perceber que havia alguma coisa errada, pois não havia alegria na presença do Rei, ele estava triste e cabisbaixo, todos que o seguiam estavam da mesma forma. Obede-Edom então pára e se pergunta, o que mais pode ter dado errado em Israel, o sacerdote já morreu, seus filhos morreram, o rei Saul morreu, a Arca foi roubada... o que será que aconteceu agora???

Deus às vezes tem formas estranhas de agir e, aquela estranha comitiva trazia o que pensavam ser uma maldição, mas que na verdade era a benção do Deus altíssimo alcançado a casa de Obede-Edom e trazendo restauração e restituição espiritual, familiar e financeira. Hoje através deste estudo Deus está falando contigo que pode até parecer maldição, pode até parecer que as coisas vão dar errado ou piorar, mas não se engane, Ele está agindo na sua vida, Ele está abrindo as portas que estavam fechadas, Ele está trazendo de volta tudo que era teu.

Eu até imagino que com poucas e duras palavras o rei determinou que ele tomasse conta da arca, virou as costas e se foi com sua comitiva cabisbaixa e com a promessa que voltaria tempos depois para busca-la.

Mas então analise como Deus é cuidadoso e detalhista, ali estava um sacerdote caído, à beira do caminho, mas que por ser da família de Coate era de uma linhagem que tinha especialidade em cuidar da Arca. Números: 3.31 “E a sua guarda será a arca, e a mesa, e o candelabro, e os altares, e os utensílios do santuário com que ministram, e o véu com todo o seu serviço.”.

Duas coisas seriam resolvidas durante a estadia da Arca na casa de Obede-Edom, a primeira é que a arca do Senhor seria bem cuidada e preparada até que chegasse a hora de voltar para o povo de Deus e em segundo lugar, Obede-Edom, o sacerdote caído, seria restaurado com sua casa e sua família para voltar ao ministério sacerdotal.

A bíblia descreve que em três meses a situação da casa, da vida e da propriedade de Obede-Edom foram revertidas ao ponto que o Espírito Santo levou o escritor do primeiro livro de Crônicas a descrever no versículo 14 do capitulo 13 que: “o Senhor abençoou a casa de Obede-Edom, e tudo quanto tinha.”.

Quando o rei ficou sabendo de tudo o que o Senhor fez para com Obede-Edom, porque este havia hospedado a Arca e cuidado direito dela, ele logo organizou uma expedição para buscá-la de vez para seu lugar, de onde nunca deveria ter saído. Mas desta vez o rei se orientou com quem sabia e como deveria tratar a Arca do Senhor. “Davi também fez casa para si na cidade de Davi; e preparou um lugar para a arca de Deus, e armou-lhe uma tenda. Então disse Davi: Ninguém pode levar a arca de Deus, senão os levitas; porque o Senhor os escolheu, para levar a arca de Deus, e para o servirem eternamente. 1 Crônicas 15:1-2.”.

O segredo de Obede-Edom.

Quando Obede-Edom recebe a comitiva de volta em sua propriedade o quadro já havia mudado, ele já não era mais um abandonado e esquecido à beira do caminho, pois Deus já o havia restaurado, exaltado e agora a situação era diferente em sua casa. Quando rei chega e informa que veio para levar a arca, Obede-Edom informa que o rei pode até levar a arca, mas ele e sua família vão junto, pois a Arca era a presença de Deus e na presença de Deus tudo que dava errado passa a dar certo. Obede-Edom não era nenhum maluco para perder novamente a presença de Deus que havia voltado para sua vida.

Obede-Edom havia descoberto o que Deus faz quando a gente o deixa entrar e tomar conta da vida da gente. A arca (presença) de Deus transforma tudo aonde ela chega, a pobreza vai embora, a miséria vai embora, a doença vai embora, a tristeza vai embora, o tempo de escravidão vai embora, a fatura chega, a alegria chega, a restituição chega. Deus não fica insensível à dedicação de um verdadeiro adorador.

Desta vez Davi transporta a Arca como realmente deveria fazê-lo. “Santificaram-se, pois, os sacerdotes e os levitas, para fazerem subir a arca do Senhor Deus de Israel. E os filhos dos levitas trouxeram a arca de Deus sobre os seus ombros, pelas varas que nela havia, como Moisés tinha ordenado conforme a palavra do Senhor. 1 Crônicas 15:14-15”.

A restauração e exaltação de Obede-Edom.

Muitos pregadores e teólogos quando pregam ou ensinam através deste texto acabam fugindo da verdadeira essência e distorcendo a verdade bíblica, é preciso ser detalhista e criterioso ao ler a bíblia para não cometer erros de interpretação. Às vezes eu costumo dizer que: “O que a bíblia não diz o teólogo diz ou, o que a bíblia não diz o pregador diz por conta própria”. São as chamadas pregações copiadas de DVDs de grandes pregadores ou pastores, mas que nunca são colocadas a luz da bíblia para provar se condizem com as escrituras ou não. Fiz questão de citar os versículos e até transcrevê-los, para mostrar em que eu me embaso e, não apenas pra ficar em uma “revelação” falsa que nunca houve.

Em atos 17.11 está um exemplo de como devemos ser, e agir mediante uma pregação, antes de acreditar naquilo que ouvimos, devemos fazer como os Bereanos, que mediante a pregação de Paulo, foram verificar se de fato era aquilo que as escrituras diziam. “Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim.”. Antes de sair pregando ou ensinando o que você ouviu, meu irmão, leia a bíblia e veja se de fato é aquilo.

A partir de agora, se você ficou na duvida se Obede-Edom era um filisteu (como você já ouviu muitos pregarem) ou um sacerdote desviado, da linhagem de Coate, (como eu expus ao longo deste texto) veja nos textos a seguir e conclua por conta própria, quem era Obede-Edom.

Ainda no capitulo 15, versículos 17 e 18, do primeiro livro de Crônicas vamos ver que Obede-Edom não só seguiu a Arca, mas que se empenhou e agora, ele, ao invés de ser o morador de um casebre a beira de uma estrada empoeirada aprece como sendo um dos porteiros do Santuário do Senhor. Você acha que Deus daria esta honra a um filisteu, inimigo declarado de seu povo? “Designaram, pois, os levitas a Hemã, filho de Joel; e dos seus irmãos, Asafe, filho de Berequias; e dos filhos de Merari, seus irmãos, Etã, filho de Cusaías. E com eles a seus irmãos da segunda ordem: a Zacarias, Bene, Jaaziel, Semiramote, Jeiel, Uni, Eliabe, Benaia, Maaséias, Matitias, Elifeleu, Micnéias, Obede-Edom, e Jeiel, os porteiros. 1 Crônicas 15:17-18”.

Nos próximos três versículos, o escritor começa então a listar os músicos que tinham a honra de tocar diante da Arca do Senhor e entre os nomes citados está novamente o de nosso Obede-Edom. “E os cantores, Hemã, Asafe e Etã, se faziam ouvir com címbalos de metal; E Zacarias, Aziel, Semiramote, Jeiel, Uni, Eliabe, Maaséias, e Benaia, com alaúdes, sobre Alamote: E Matitias, Elifeleu, Micnéias, Obede-Edom, Jeiel, e Azazias, com harpas, sobre Seminite, para sobressaírem. 1 Crônicas 15:19-21”.

Pulamos dois versículos do texto e quando chegamos no 24, vamos nos deparar com um Obede-Edom mais uma vez sendo exaltado, agora ele não é apenas um musico que tocava diante da arca ou um porteiro do santuário, mas agora, Obede-Edom é o guardião da Arca do Senhor. “E Sebanias, Jeosafá, Netanel, Amasai, Zacarias, Benaia, e Eliezer, os sacerdotes, tocavam as trombetas perante a arca de Deus; e Obede-Edom e Jeías eram guardiões da arca. 1 Crônicas 15:24”.

Já no próximo capítulo do primeiro livro de Crônicas, a história narra que o Rei Davi escolheu alguns ministros que adorassem e levassem todos a adorarem ao Altíssimo, entre eles aparece o nome do ex-porteiro do templo, Obede –Edom. “ E pôs alguns dos levitas por ministros perante a arca do Senhor; isto para recordarem, e louvarem, e celebrarem ao Senhor Deus de Israel. Era Asafe, o chefe, e Zacarias o segundo depois dele; Jeiel, e Semiramote, e Jeiel, e Matitias, e Eliabe, e Benaia, e Obede-Edom, e Jeiel, com alaúdes e com harpas; e Asafe se fazia ouvir com címbalos; 1 Crônicas 16.4-5.”.

Ainda no capitulo de numero 16, nós veremos Obede Edom, o incansável adorador que era liderado por Asafe, deixa de ser somente um Ministro de adoração e passar a ser um líder de sessenta e oito pessoas, na verdade, sessenta e oito adoradores. “Então Davi deixou ali, diante da arca da aliança do Senhor, a Asafe e a seus irmãos, para ministrarem continuamente perante a arca, segundo se ordenara para cada dia. E mais a Obede-Edom, com seus irmãos, sessenta e oito; a este Obede-Edom, filho de Jedutum, e a Hosa, deixou por porteiros.. 1 Crônicas 16.37-38”.

No capitulo 26 do livro de primeira Crônicas, veremos que o Espírito Santo levou o escritor a fazer um aparte quando falou de Obede-Edom e os seus, colocando uma espécie de destaque para esta família, especificando que eram valentes e de força para o ministério, veja como está escrito no versículo de numero 8: “Todos estes foram dos filhos de Obede-Edom; eles e seus filhos, e seus irmãos, homens valentes e de força para o ministério; ao todo sessenta e dois, de Obede-Edom.”

A bíblia não descreve o ponto mais alto da exaltação de Obede-Edom, quando ele chegou ao posto de tesoureiro, guardador do ouro e da prata do tempo, mas se nos atentarmos ao capitulo de numero 25, versículo 2, do segundo livro de Crônicas, veremos que ele era responsável pelo tesouro do templo, ou seja era o tesoureiro do templo. Essa é a ultima vez que nosso personagem é citado nas escrituras, daí por diante não sabemos o que aconteceu com ele. Mas desde o dia em que a arca chegou na sua casa, à beira da estrada, até a ultima menção feita a ele nas escrituras, vemos como Deus exalta aquele que O deixa entrar em sua vida e em sua casa.

Obede-Edom é o mais puro exemplo que temos nas escrituras de como “Deus é bom e a sua misericórdia dura para todo o sempre”, a mesma misericórdia que alcançou a casa de Obede-Edom está pronta para alcançar a sua casa e a sua vida, deixe a presença de Deus entrar hoje.

Conclusão


O propósito deste estudo, desta mensagem, querido irmão e leitor, é que você saiba que não importa para Deus o tamanho de sua empresa, quantos diplomas você tem na parede de sua casa ou escritório, muito menos o tamanho de sua conta bancária, quantos bens em veículos ou imóveis você tenha, mas o que importa para Deus é um coração sedento da sua Presença. No inicio Obede-Edom não era ninguém, parecia esquecido, mas os olhos de Deus que percorrem toda terra estavam sobre ele e sua amada esposa. Hoje você pode estar se sentindo o menor de todos, abandonado, esquecido, caído, sem esperança... Mas Deus me enviou aqui para te dizer que Ele vai trazer de volta tudo que era teu. Creia e deixe a presença de Deus entrar em tua casa, tua vida, tua empresa, teus negócios, teu ministério, pois Ele tem cuidado de vós.

Na Paz do Mestre!


Presbítero Cido Silva

Manual do Pregador

7 Passos Pregação Evangélica

Guia do pregador Iniciante

Teatro Evangélico KIT

CRISE, um passo para o seu crescimento espiritual

Vídeo aulas de suporte teatral

Seguidores

Mais lidos