quarta-feira, 1 de outubro de 2014

O Deus que reverte situações

Para a mensagem de hoje quero confrontar dois textos, que mostram exatamente o que diz o titulo deste nosso artigo.

Ester 2.5-6 “5 Nesse tempo vivia na cidadela de Susã um judeu chamado Mardoqueu, da tribo de Benjamim, filho de Jair, neto de Simei e bisneto de Quis. 6 Ele fora levado de Jerusalém para o exílio por Nabucodonosor, rei da Babilônia, entre os que foram levados prisioneiros com Joaquim, rei de Judá.”

E para completar o texto do versículo 3 do capitulo 10: “O judeu Mardoqueu foi o segundo na hierarquia, depois do rei Xerxes. Era homem importante entre os judeus e foi muito amado por eles, pois trabalhou para o bem do seu povo e promoveu o bem-estar de todos.”.
Amados irmãos e queridos leitores deste site, Deus colocou no meu coração uma mensagem muito interessante nos últimos dias e a partir de então passei a olhar com mais interesse para o livro de Ester, o ultimo dos livros históricos do antigo testamento, quase em desuso, ali entre Neemias e Jó, dois livros muito citados em estudos e pregações. Deus então leva o foco de meu interesse para um homem chamado Mardoqueu (ou Mordecai dependendo a versão de sua bíblia), que tem sua história mudada de uma forma tremenda pelo senhor Deus dos Exércitos, um homem que entrou em um país prisioneiro e se tornou o principal homem de confiança do Rei Assuero, chegando a ser o segundo do reino em poder.

Talvez hoje você não esteja entendendo exatamente o que Deus está fazendo em sua vida, talvez você esteja olhando para cobrador que todos os dias te cobra, te humilha, ou ainda, talvez você já esteja se sentindo sócio da farmácia de tanto que vai lá pagar contas e comprar remédios, talvez você não esteja entende o porque está desempregado, porque seu filho passa necessidades enquanto o filho do ímpio tem do bom e do melhor e tantos outros porquês, mas eu venho aqui hoje pra te dizer uma grande verdade: Fique firme na presença de Deus, não desista, não pare de crer, porque o Deus que reverte situações está olhando por você.

Antes de entrar na mensagem em si, preciso aqui transmitir um pouco de conhecimento a respeito deste livro, da história nele retratada e de seus personagens. O livro de Ester foi escrito provavelmente após a morte do Rei Assuero, pois no versículo primeiro do primeiro capitulo diz: “nos dias de Assuero, (este é aquele Assuero que reinou da Índia até a Etiópia)”. Com um pouco de pesquisa histórica a este respeito pude notar que alguns historiadores acreditam que tenha sido escrito em torno do ano de 450 a.C. e que os acontecimentos que o livro descrevem tenham acontecido durante um curto período de 10 anos.

Além disso, preciso esclarecer aqui que o livro de Ester tem uma peculiaridade, é o único livro da bíblia que não se refere diretamente a Deus, o que faz uma linha de teólogos acreditarem que quem o escreveu foi um persa, se levado em conta também o profundo conhecimento na tradição e costumes dos persas que o autor demonstra ter. a única menção feita ao nome de Deus, ainda que indiretamente, está no capitulo de numero 4, versículo 14, melhor descrito na Nova Tradução na Linguagem de Hoje: “Se você ficar calada numa situação como esta, do Céu virão socorro e ajuda para os judeus, e eles serão salvos; porém você morrerá, e a família do seu pai desaparecerá. Mas quem sabe? Talvez você tenha sido feita rainha justamente para ajudar numa situação como esta!”.

Há ainda dois pontos que preciso esclarecer aqui para aí sim entrar na mensagem que Deus colocou no meu coração;

O primeiro deles é sobre uma possível duvida quanto ao nome Assuero, pois na sua versão pode estar escrito Xerxes, então entenda que Assuero é o mesmo nome em hebraico e Xerxes é tradução portuguesa da adaptação grega do nome persa Xšayarš ou Khshayarsha, no livro de Ester o Xerxes em questão é o Xerxes I.

O segundo ponto se refere ao parentesco de Ester com Mardoqueu, eu particularmente vi poucos pregadores pregando neste livro, e os poucos que vi se referem à rainha como sendo sobrinha de Mardoqueu, o que não verdade, este embuste se dá por causa da referência ao TIO de Mardoqueu, Abigail. No capitulo dois, versículo 15: “Chegando, pois a vez de Ester, filha de Abigail, tio de Mardoqueu (que a tomara por sua filha), para ir ao rei…”. Aqui fica clara a grande importância de todo e qualquer pregador possuir pelo menos três versões da bíblia, eu sugiro que sejam: uma de João Ferreira de Almeida, uma Nova versão Internacional e uma Nova Tradução na Linguagem de Hoje, esta ultima já nos revela o parentesco e escreve diretamente, sem rodeios, que os dois eram primos.

Bom, feitas as apresentações vamos ao que interessa, vamos a mensagem que vai revelar em sua vida o poder do Deus que gosta de reverter situações, enquanto isso, vá se colocando na brecha por este mesmo Deus vai agir na sua vida hoje.

No início do livro nós vamos nos deparar com um rei Xerxes, ou Assuero, como você preferir, que durante uma bebedeira de uma semana, para mostrar aos seus convidados o seu poderio, mandou chamar a rainha Vasti para que ela desfilasse para todos os nobres presentes e mostrasse a sua beleza, mas a rainha não acatou a ordem do rei e é nesse ponto que Deus começa a trabalhar a favor do povo hebreu, colocando Hadassa, prima de Mardoqueu, como rainha da pérsia e por meio dela daria livramento ao seu povo que ainda estava no cativeiro.

A bíblia nos mostra no capitulo dois e versículo seis de Ester, que Mardoqueu foi um dos prisioneiros levado para a Babilônia junto com o rei Jeoaquim por Nabucodonosor, este fato é bem descrito no texto de 2ª Reis 24.10-16. Nossa história então, é sobre um homem que em determinada parte de sua vida e retirado de sua terra, do que era seu e é levado cativo para uma terra distante, onde será cativo e passará por muitas humilhações até que Deus o exalte e o coloque como segundo abaixo do rei da Pérsia. A situação da rainha Ester ainda é mais complicada, pois ela além de cativa havia perdido sua família e já vivia de favores na casa de seu primo.

Deus trabalhando a favor de seu povo faz com que a rainha Vasti se recuse a atender o pedido do rei e para mostrar que o socorro do céu havia chegado, o Senhor dos Exércitos coloca os conselheiros do rei para darem a cartada final para seu projeto entrar em ação, eles sugerem que o Rei destitua a rainha e pouco tempo depois que ele promulgue um decreto para instituir uma nova rainha, e é nessa vaga que vai entrar Ester, a rainha através da qual Ele libertará de vez o seu povo. Hoje Deus está trabalhando em teu favor, alguém vai cair lá fora, alguém vai ficar no prejuízo lá no mundo dos ímpios, para que a benção alcance a tua casa. Fique na brecha porque a vaga que vai abrir na empresa será tua, porque a vaga da faculdade será tua, a vaga da fila do hospital será tua, o próximo a ser abençoado será você, tão somente faça a vontade de Deus e fique na Sua presença.

A Bíblia diz no capitulo dois, versículo oito, do livro de Ester que muitas moças virgens foram escolhidas e levadas para cidade de Susã, onde esperariam pela escolha para serem, quem sabe, a próxima rainha da Pérsia. Dentre tantas jovens, talvez muitas fossem até mais bonitas, mais atraentes e até mais preparadas que Hadassá (Ester), mas o rei foi se agradar exatamente de Ester, pois ela causava boa impressão logo a primeira vista a todos a quem era apresentada. Amados, quando alguém coloca Deus em primeiro plano e se coloca no centro da vontade dEle, as coisas acontecem, as coisas encaminham, porque Deus trabalha em favor daquele que nEle espera. Faça em primeiro lugar a vontade de Deus, se coloque no centro da vontade dEle e então você verá que tudo vai dar certo na sua vida financeira, na sua vida conjugal, na sua vida sentimental, na sua vida profissional, enfim, em todas as áreas da sua vida.

No versículo 18 do capitulo 2 vemos Ester sendo exaltada e colocada como rainha no lugar de Vasti, o rei comemora com um grande banquete e presenteia os convidados com presentes que só um rei poderia dar. Essa palavra é pra você que vê seus inimigos se multiplicando e acha que pra você não tem mais saída, no momento de Deus, quando tua vitória chegar, uma mesa será servida na presença dos seus inimigos, isso é promessa de Deus para sua vida.

Quando deus começar a trabalhar a teu favor, nada e nem ninguém poderá segurar o agir dEle, dois versículos adiante, o prisioneiro e cativo Mardoqueu é nomeado pelo rei Xerxes para assumir um cargo no seu governo, era Deus trabalhando mais uma vez em favor do seu povo e colocando seu servo em uma posição de onde poderia contribuir com seus planos. Deus colocou você em uma posição de destaque, assuma seu ponto faça sua parte e Ele te honrará, ainda era pouco para Mardoqueu, mas é quem é fiel sobre o pouco sobre o muito é colocado.

Mardoqueu descobre a trama que dois eunucos, Bigtã e Teres (2.21), estavam armando para matar o rei, ele cumpre a sua função, avisa o rei, salva sua vida e o rei manda anotar nos registro do livro do seu reino, para que todos se lembrassem de quem salvou o rei. Meu querido e amado leitor, as coisas que você faz e parece que ninguém vê, Deus está vendo e tomando nota para no momento certo te chamar pelo nome e te horar, te exaltar. Não esquente a cabeça se ninguém está vendo o bem que você faz, não fique se perguntando onde está Deus nesta hora que não vê o que você faz, eu tenho a resposta para a sua pergunta, “Deus nesta hora está muito ocupado cuidando da tua vitória!”.

O tempo passa e certo dia o rei Assuero coloca um (desculpe a expressão) filho do cão, por nome de Hamã para ser seu primeiro ministro e ele vai invocar logo com quem??? Com Mardoqueu! Sabe qual era o crime do homem, não se curvar diante do primeiro ministro. Na tua vida não é diferente meu amado, quando tudo está bem, quando tudo parecer estar as mil maravilhas, vem um “espirito de porco” e faz questão de atrapalhar tudo, mas não se esqueça, assim como foi com Mardoqueu, pode ser só Deus testando se você vai manter firme o propósito de servi-lo e guardar os seus mandamentos até o fim, pois aquele que permanecer fiel até o fim será salvo.

Hamã não fica contente e trama um plano para destruir todos os hebreus que moravam em todas as províncias governadas pelo rei da Pérsia. Com a proposta de encher os cofres do rei de prata, ele consegue aprovar uma lei e selar com o “anel selo” do próprio rei que determinava que no dia treze do décimo segundo mês, o mês de Adar, o povo de cada cidade se levantasse e matasse todos os hebreus do bebê até o velho e confiscasse todos os seus bens para o tesouro real.

Quando Mardoqueu ficou sabendo disso ele se humilhou diante de Deus e buscou a sua presença. Nosso Deus que é um Deus que ouve e responde e Ele mostrou para Mardoqueu que agora eles tinham a quem recorrer, à rainha Ester, pois era através dela que o Senhor dos Exércitos operaria o livramento para seu povo. Há aqui uma lição muito interessante que precisamos aprender, pois antes de tomarmos uma decisão ou de arriscarmos uma solução que seja a mais viável do nosso ponto de vista, devemos mesmo é esperar a resposta de Deus, é buscar a face de Deus e aí sim, poderemos ver o agir de Deus acontecendo em nossa vida. Não foi diferente, Mardoqueu, a Rainha e a liderança jejuam por três dias e Deus então opera o milagre.

Havia uma lei em vigor que determinava que ninguém poderia chegar na presença do rei sem seu convite ou consentimento e se a pessoa chegasse o rei tinha poder de vida e de morte sobre ela, mas Ester não podia espera mais, pois o ardiloso plano do “filho do cão” Hamã já estava em prática. Mas o coração de Deus já estava quebrantado com o jejum de três dias e quando a rainha chega à presença do rei, ele não só a recebeu com honra, como também disse que lhe presentearia com a metade do seu reino. Coloque sua dificuldade nas mãos de Deus, que até os seus inimigos vão te honrar no dia da tua vitória.

Acredite irmão, se as coisas estão difíceis, Deus geralmente permite que elas cheguem ao ponto mais difícil ainda, isso tudo para que quando Ele te der livramento, não fique parecendo que foi você que resolveu, mas foi Ele quem fez o milagre. As coisas estava complicadas, o rei aceita conversar com Ester, mas ao mesmo tempo Hamã, o primeiro ministro do rei decide pedir a cabeça de Mardoqueu. Mas Deus já estava na parada e trabalhando em favor do seu povo, nada mais podia dar errado, porque nada para ao Senhor dos Exércitos.

A mulher de Hamã sugere que ele faça uma forca muito alta, pra ser exato com uns vinte metros de altura, que era para que o enforcamento de Mardoqueu servisse de exemplo para os outros hebreus e todos passasse a se curvar diante do primeiro ministro. Hamã precisava agir rápido e construir a forca durante a noite, pois na manhã seguinte ele enforcaria Mardoqueu nela e iria para o banquete com o rei todo feliz e realizado. Mas o que ele não previa era que a barulheira infernal de carpintaria bem em frente do palácio fosse tirar o sono do rei, que após ser acometido de uma profunda insônia, se levanta da cama real e vai para o salão do palácio, chegando lá ele pede que leiam o livro que conta a história de seu reinado. Pela providencia divina, seus funcionários vão ler exatamente o texto onde Bigtã e Teres intentavam mata-lo e Mardoqueu salvou-lhe a vida, então o rei pergunta o que fizeram para honrar o home que o havia salvado da morte. Nada meu rei!!! Foi a resposta. O rei começa a procurar uma forma de honrar, agradecer, recompensar Mardoqueu, mas nenhuma ideia boa lhe passa pela cabeça. O dia amanhece e o rei ainda está tomado por esta dúvida.

Com o raiar do sol, Hamã corre para o palácio, ele olha para forca, analisa bem e chega a conclusão que está na medida certa para enforcar seu desafeto. Ele entra no palácio no exato momento em que o rei precisa de um conselho, quando ele é apresentado ao rei, Assuero então conclui que está diante da pessoa certa para lhe dar uma opinião e assim acabar a grande dúvida que pesa em seu coração. “Eu quero ter o prazer de prestar homenagem a um certo homem, diga-me: o que devo fazer por ele??” Hamã está certo que este home era ele, pois estava imbuído em um projeto que enriqueceria e muito o rei. Pegue o seu cavalo e a roupa que o senhor usa, mande um dos seus mais altos funcionários vesti-lo com sua roupa, coloque uma coroa real no cavalo e mande monta-lo, depois ordene que seu mais alto funcionário o leve puxando pela corda até praça central da cidade e lá grite em alta voz: “Isto é o que o rei faz a um homem a quem quer honrar!”.

Ei meu amado, se eu fosse você já começava a dar glórias Deus ai mesmo no lugar onde você está, porque seus inimigos já começaram a cair e Deus já entrou nesta causa pra te dar vitória.

O rei então diz a Hamã pegue a minha roupa, o meu cavalo, a minha coroa e tudo que você disse, sem esquecer um único detalhe, faça ao Judeu, Mardoqueu!!! Aleluia!!! O judeu estava começando o dia bem, pois seu destino já estava selado, era uma forca, mas Deus estava mudando para uma coroa. Deus hoje está mudando o destino de muitas pessoas que estão lendo este texto.

Naquele mesmo dia o rei descobre a trama de Hamã, inclusive que entre os judeus que iriam morrer estava a rainha que ele tanto amava e prezava, a judia Ester. A forca que Hamã fez para Mardoqueu foi o palco de sua morte, da mesma forma que ele planejou para seu inimigo, Deus fez com que acontecesse com ele. Tome esta palavra para você e coloque em prática na sua vida. Deus está vendo a sua luta, se humilhe diante dEle que Ele vai entregar seus inimigos em suas mãos.

O rei não podia revogar a sua lei, mas criou uma nova dando aos judeus o direito de se defenderem no dia do grande ataque, e todos os bens daqueles que morressem tentando matar os judeus, podia ser confiscados para o povo de Deus.
E no final, o rei coloca Mardoqueu no lugar de Hamã e ele fica sendo o segundo em poder no reinado de Xerxes, tudo porque Mardoqueu e a rainha Ester cumpriram a vontade de Deus para suas vidas! Entregue sua vida ao senhor, cumpra o que Ele tem pra você e Ele cuidará para que você seja abençoado.

Na Paz do Mestre!

Presbítero Cido Silva

Manual do Pregador

7 Passos Pregação Evangélica

Guia do pregador Iniciante

Teatro Evangélico KIT

CRISE, um passo para o seu crescimento espiritual

Vídeo aulas de suporte teatral

Seguidores

Mais lidos