quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Bem por mal! Amai seus inimigos!

Romanos 12.17a  A ninguém torneis mal por mal.
Mateus 5. 44, 45a  Eu, porém, vos digo: Amai vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem, para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus.
Bem por mal! Amai seus inimigos!

Muitas vezes o homem pensa que o seu inimigo virá de fora, de pessoas que não tem nada a ver com ele. Quando de repente, se surpreende com um inimigo dentro de sua própria casa. Como agir diante dessa situação? O Espírito Santo vai nos ensinar através desta mensagem.

Quando pensamos em inimigo, pensamos naquela pessoa má que vai nos fazer mal e até nos agredir, geralmente achamos que esse inimigo só virá de fora, quando de repente, nos surpreendemos com inimigos dentro de nossa própria casa. O senhor Jesus diz em sua Palavra: "Assim, os inimigos do homem serão os seus próprios familiares." (Mateus 10.36)  Inimigos, também são todos aqueles que se opõem totalmente a você e tudo aquilo que você acredita ou faz, principalmente no que diz respeito a sua fé.

Então, eles se levantam contra você, te perseguem, te afrontam e te fazem sofrer? o que fazer diante dessa situação? O senhor Jesus nos ensina que devemos amar e orar por eles, que devemos pagar o mal com o bem, todavia você deve estar pensando: "isso é muito difícil ou até mesmo impossível," é difícil, mas, não é impossível!  Com a ajuda do Espírito Santo conseguimos essa proeza.

O próprio Senhor Jesus nos deixou exemplo disso, quando seus algozes o crucificaram, ele disse: "Pai, perdoa-os eles não sabem o que fazem."(Lucas 23.34), talvez você esteja pensando: "mas Jesus, era Jesus, isto é, Ele era o Filho de Deus, era Deus"; você está certo!, Jesus era 100% Deus e 100% homem, mas, naquele momento, era o homem Jesus que estava sofrendo, sendo assassinado.

Temos na Bíblia exemplos de vários homens como nós, pecadores como nós, que fizeram o mesmo que Jesus fez, isto é, pagaram o mal com o bem, amaram, perdoaram e oraram pelos seus inimigos. Vamos falar de dois deles:

O primeiro deles foi José, quem não conhece a história de José do Egito? que foi odiado, desprezado pelos seu próprios irmãos por inveja, que foi perseguido, maltratado e vendido como escravo pelos seus irmãos; por conta disso José com aproximadamente 17 anos, foi arrancado do seio de sua família, cresceu longe de seu pai que tanto amava, foi preso injustamente, como diz o ditado popular:" José comeu o pão que o diabo amassou" mas, ele não guardou ressentimentos, isto é, mágoas em seu coração, por ele ser parecido com o seu Deus, Deus o honrou, de escravo passou a ser governador do Egito e quando se deparou com seus irmãos, ele os perdoou e os abençoou.

O segundo exemplo foi o de Estêvão, o primeiro mártir da Igreja primitiva, quando estava sendo assassinado, apedrejado, ele orou por seus algozes dizendo: "Senhor, não lhes imputes (responsabilizes) este pecado." (Atos 7.60)

Estes homens, movidos pelo Espírito de Deus conseguiram este ato heroico e eles não eram melhores que nós, nós não somos piores que eles! Se eles conseguiram agir assim, nós conseguimos também, basta pedirmos a Deus capacidade para isso e Ele nos capacita, pois essa é a vontade de Deus e precisamos disso para mostrarmos que somos filhos de Deus e  perfeitos como Ele é, pois, Ele mesmo nos deu esta ordem dizendo: " Amai os vossos inimigos, fazei o bem, emprestai sem nada esperardes. Então será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo, porque ele é benigno até para com os ingratos e maus." (Lucas 6.35) "Sedes, vós, perfeitos, como perfeito é o vosso Pai que está nos céus."(Mateus 5.48) "Como vós quereis que os homens vos façam, da mesma maneira fazei-lhes também."(Lucas 6.31)

Caro leitor, talvez você tem sido perseguido, afligido e maltratado pelos seus próprios familiares e você tem sentido que o seu amor por eles está se esfriando, a mágoa, o ressentimento tem tomado conta do seu coração. O Espírito Santo de Deus te diz hoje: " Não deixe que esses sentimentos permaneçam em seu coração, liberte-se desses sentimentos que não vem de Deus, esses sentimentos vão acabar com você, busque a libertação em Jesus Cristo e peça a Ele capacidade para amar, perdoar e orar por seus inimigos e Ele lhe dará essa capacidade. Faça como Estêvão, ele não responsabilizou aquelas pessoas pelo pecado que cometiam contra ele, pois ele sabia que aquelas pessoas estavam sendo influenciadas por Satanás.

A própria Palavra diz que: " A nossa luta não é contra a carne e o sangue, isto é, contra as pessoas, mas sim, contra Satanás e seus demônios."(Efésios 6.12).

Amado leitor, você não está só nesta batalha, Deus é contigo! "Ele é o socorro bem presente na hora da angustia." (Salmos 46.1), mostre através do amor e da oração pelos que  te perseguem, que você é filho de Deus e será grande o seu galardão.

Que Deus te abençoe ricamente em nome de Jesus!

Baseado no texto de Sandra Moura

Manual do Pregador

7 Passos Pregação Evangélica

Guia do pregador Iniciante

Teatro Evangélico KIT

CRISE, um passo para o seu crescimento espiritual

Vídeo aulas de suporte teatral

Seguidores

Mais lidos