terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Palavra Profética - Andemos na luz da Palavra de Deus

Andemos na luz da Palavra de Deus
O discurso “Fomos guiados pela Palavra de Deus” explicou que os do povo de Jeová são como um homem que inicia uma viagem na escuridão da noite. Ao passo que o sol se levanta, ele vê sombras, mas quando o sol brilha diretamente por cima dele, enxerga pormenores claros. Conforme predito em Provérbios 4:18, os do povo de Jeová passaram a ver claramente seu caminho à brilhante luz solar da verdade da palavra profética de Deus. Não ficam tropeçando numa escuridão espiritual.

O discurso básico, “Preste atenção à palavra profética de Deus”, lembrou aos ouvintes que os que recorrem a Jeová não sofrem o desapontamento e a desilusão daqueles que seguem messias falsos e profetas falsos. Em nítido contraste, as credenciais do verdadeiro Messias, Jesus Cristo, são sobrepujantes! Por exemplo, a transfiguração milagrosa de Jesus forneceu um vislumbre dele como entronizado Rei do Reino de Deus. Desde que assumiu o poder do Reino em 1914, Jesus é também a “estrela da alva” mencionada em 2 Pedro 1:19. “Como a Estrela da Alva Messiânica, ele anuncia um novo dia, ou era, que alvorece para todos os humanos obedientes”, disse o orador.

Introduzindo o programa da tarde, o discurso “Brilhemos como iluminadores” desenvolveu Efésios 5:8, onde o apóstolo Paulo nos aconselha a ‘prosseguir andando como filhos da luz’. Os cristãos são iluminadores, não por apenas compartilharem a Palavra de Deus com outros, mas também por aplicarem a Bíblia na sua vida, imitando a Jesus.

Para ser iluminador deste tipo, é preciso que se “Tenha prazer em ler a Palavra de Deus”. Este tópico foi desenvolvido num simpósio de três partes. Depois de citar Abraão Lincoln, que chamou a Bíblia de “o melhor presente que Deus já deu ao homem”, o primeiro orador perguntou à assistência o que os seus hábitos de leitura revelaram sobre quanto apreciavam a Palavra de Jeová. Os ouvintes foram incentivados a ler a Bíblia com cuidado, tomando tempo para visualizar os relatos bíblicos e para associar pontos novos com as coisas já aprendidas.

A próxima parte do simpósio enfatizou a necessidade de estudarmos, não de lermos apenas superficialmente, se havemos de assimilar “alimento sólido”. (Hebreus 5:13, 14) O orador disse que o estudo é especialmente edificante quando ‘preparamos nosso coração’ de antemão, assim como fez o sacerdote israelita Esdras. (Esdras 7:10) Mas, por que é tão importante que se estude? Porque envolve diretamente nosso relacionamento com Jeová. Por isso, o estudo da Bíblia deve ser precioso, agradável e reanimador, embora envolva disciplina mental e esforço. Como achamos tempo para fazer um estudo significativo? Por ‘comprar o tempo oportuno’ de atividades menos importantes, disse o último orador do simpósio. (Efésios 5:16) Deveras, a chave para se achar tempo é aproveitarmos ao máximo o tempo que temos.

O discurso “Deus dá poder ao cansado” reconheceu que muitos hoje estão cansados. Assim, a fim de termos “poder além do normal” para o ministério cristão, temos de confiar em Jeová, que “dá poder ao cansado”. (2 Coríntios 4:7; Isaías 40:29) Ajudas que fortalecem incluem a Palavra de Deus, a oração, a congregação cristã, a participação regular no ministério, superintendentes cristãos e o exemplo fiel de outros. O tema “Sejamos instrutores em vista do tempo” destacou a necessidade de os cristãos serem tanto instrutores como pregadores, e de trabalhar arduamente em desenvolver a “arte de ensino”. — 2 Timóteo 4:2.

O último discurso do dia, “Os que lutam contra Deus não prevalecerão”, mencionou esforços recentes mal-orientados, feitos em alguns países, para classificar as Testemunhas de Jeová como culto perigoso. Mas, não precisamos ter medo, porque Isaías 54:17 diz: “‘Nenhuma arma que se forjar contra ti será bem sucedida, e condenarás toda e qualquer língua que se levantar contra ti em julgamento. Esta é a propriedade hereditária dos servos de Jeová, e sua justiça procede de mim’, é a pronunciação de Jeová.”

Seguidores

Mais lidos